Uma vez na Coreia

Viver num goshiwon

Há uns tempos atrás falei dos tipos de alojamento mais comuns para estudantes na Coreia. Eu vivi durante dois meses num goshiwon e quero partilhar a minha experiência convosco, já que o goshiwon é o tipo mais barato de alojamento que podem encontrar na Coreia, mais precisamente em Seul.

O goshiwon onde fiquei, ficava perto da estação de metro de Shinchon, a 4 minutos a pé da estação. Fica num lugar muito bom, perto do Daiso, de um supermercado, do metro e a 10 minutos de Hongdae.

Antes de escolher um goshiwon têm de ter atenção várias coisas: O preço, se for muito barato provavelmente não é um bom goshiwon. O preço normal de um bom goshiwon é entre 300 e 450 mil wons (claro que há mais caros, mas esses já são bem melhores), a localização e claro, antes de escolherem um goshiwon façam uma visita, para ver as condições do quarto, da cozinha e etc.

O meu quarto no Goshiwon tinha casa de banho e duche e por isso não era dos mais baratos, não tinha janela em que entrasse luz do dia, mas tinha duas janelas para o corredor. É terrível viver sem luz do dia, nunca pensei que precisasse tanto da luz do dia. Por isso se um dia escolherem um goshiwon como alojamento, escolham um quarto com janela, é depressivo viver sempre com a mesma luz e não saberem se é dia ou noite.

Visitem sempre vários goshiwons antes de escolherem um para ficar, e quando assinarem o contrato, se não falarem o mínimo de coreano, tentem ir com alguém que fale coreano para não serem enganados, nem assinarem nada que seja prejudicial para vocês.

Não acreditem nas fotos que vêem na internet, os quartos serão sempre mais pequenos e não tão bonitos como eles nos querem fazer querer. Por isso é que visitar o Goshiwon antes de se mudarem para lá é muito importante.

O goshiwon onde fiquei tinha óptimas condições, estava sempre tudo limpo, o pessoal era simpático, tinha utensílios de cozinha, pratos, pauzinhos, colheres, copos, etc, tudo disponível para ser utilizado por qualquer pessoa. Tinha também sempre arroz quente, ovos e kimchi, pão e compota grátis, bem como óleo e outros condimentos. Também tinha sempre água quente e fria, duas máquinas de lavar roupa e sabão para lavar a roupa. Também era um sítio seguro, pois estava sempre alguém na recepção a ver quem entra.

Este era o meu quarto (desculpem a desarrumação, tinha acabado de me mudar)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Sim, é tão pequeno quanto parece, sim é. Quem não conseguir viver em espaços pequenos, não escolha um goshiwon. Outro lado mau dos goshiwons é a falta de convívio, é quase impossível conhecer alguém num goshiwon. As pessoas não são das mais simpáticas, de todas as pessoas que encontrei no goshiwon apenas uma falou comigo. Apenas vi algumas pessoas na cozinha e muito raramente à entrada do goshiwon. Por isso se quiserem fazer amigos, escolham outro tipo de alojamento(se tiverem dinheiro, claro). Mas claro, embora não seja o local ideal para conhecer pessoas, fazer amigos e não se sentir sozinho (sim, irão sentir-se muito sozinhos num goshiwon), o lado positivo do goshiwon é a liberdade, podem entrar e sair a que horas quiserem, sem darem satisfações a ninguém, sem ninguém fazer perguntas, podem ter os horários que quiserem, desde que não façam barulho.

No goshiwon têm que ter cuidado com o barulho que fazem, pois ouve-se tudo. Eu ouvi a minha “vizinha” a falar, às vezes ouvia a televisão dela e até acordava quando o despertador dela despertava eu acordava também. Às vezes a àgua quente era um problema, pela manhã a àgua não era muito quente, porque muita gente tomava banho de manhã, por isso nos dias de mais frio era preciso escolher bem a  hora para tomar banho. Uma vez num dos dias mais frios até ficámos sem água durante um dia e tal porque a água congelou nos canos :/

Quanto ao pessoal do hostel, eram simpáticos, principalmente o mocinho (ou mocinha, sinceramente não percebi se ele era homem ou mulher, apenas um mês depois, quando o ouvi a chamar Hyung a outro homem é que tive a certeza que era um homem), que estava mais tempo na recepção. Às vezes eu estava a cozinhar e ele vinha ter comigo para estar na conversa. Uns dias antes do White Day, veio perguntar-me se eu ia receber doces no White Day, quando eu disse que não, ele perguntou-me se eu tinha namorado, eu disse que não, e diz ele “não encontraste um namorado coreano??” Eu respondi que não e diz ele “Isso é uma pena, uma pena” e vai embora a dizer isso…. LOL uma verdadeira peça o moço.

Por isso este é um goshiwon que eu aconselho 🙂

Chama-se 신촌 다솔베르크 (shinchon dasolberke) e fica perto da saída 8 da estação do metro.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s