문화 - Cultura · 역사 - História

청와대, a Casa Azul

Na imagem vemos a Casa Azul, 청와대 em coreano, que literalmente quer dizer “pavilhão dos azulejos azuis”.
Esta mansão é a casa presidencial coreana, a residência oficial e gabinete executivo do Presidente da República da Coreia do Sul e situa-se em Seoul.

É um complexo de edifícios que apresenta maioritariamente uma arquitectura tradicional coreana, pautada por alguns toques modernos. Encontra-se onde antigamente se situava o jardim real da Dinastia de Joseon e divide-se em várias áreas que se estendem por 250 mil m².

O edifício principal

Antes de o edifício principal actual ser concluído dizia-se ser inapropriado o presidente utilizar a residência outrora usada pelo Governador geral durante a era colonial japonesa (1910-1945). Perante esta situação, ordenou-se a construção de um gabinete presidencial e de uma residência privada completamente nova.

O edifício principal foi terminado em 1991 e é utilizado como gabinete oficial do Presidente. A sua arquitectura apresenta técnicas usadas nos palácios de madeira tradicionais, sendo o telhado de quatro águas  e com espigões considerado um dos estilos mais bonitos e elegantes da arquitectura tradicional coreana.

Este edifício e os seus dois anexos estão cobertos por 150 mil azulejos azuis (daí o seu nome), conhecidos pela sua cor única e durabilidade extraordinária (mais de 100 anos sem perderem a cor). O seu interior apresenta instalações modernas, o que cria um elegante equilíbrio entre a eficiência, modernidade e tradição.

O escritório do Presidente fica no segundo andar. Tem igualmente várias salas e salas de conferências, incluindo a Jiphyeonsil, onde o Presidente se reúne com a sua equipa ou com outros chefes de estado. Tem também Inwangsil, uma sala de recepção/jantar e Baegaksil, uma sala de jantar destinada a reuniões mais pequenas. Chungmoosil é utilizada para briefings de imprensa na sequência de cimeiras ou jantares oficiais para honrar dignatários estrangeiros e onde os embaixadores e chefes de missões apresentam as suas credenciais ao Presidente.

Yeongbingwan, a Casa de Hóspedes

Este edifício foi construído em 1978, como alternativa à prática pouco segura de alojar os convidados presidenciais em hotéis no centro. Está apoiado em 18 pilares de granito, retirado da vila de Hwangdeung na província de Jeollabuk-do. As paredes interiores estão decoradas com motivos tradicionais, incluindo o samtaegeuk, um círculo dividido por três formas de vírgula conectadas, a rosa-de-sarom e o louro grego. As três partes do samtaegeuk representam a harmonia entre as três entidades do Universo: o céu, a terra e o homem.

Secretaria

Os funcionários de Cheong Wa Dae estão alojados em três edifícios separados denominados Wimin gwan, o que significa “servir o povo”. Os edifícios foram construídos à medida que o número de funcionários aumentava, sendo o primeiro construído em 1969, o segundo em 1972 e o terceiro em 2004. Incluem várias instalações para usufruto dos funcionários, como uma cantina, biblioteca, ginásio, loja de conveniência, banco, etc. Os escritórios do Chefe de Estado-Maior e outros assessores encontram-se nestes edifícios e o Presidente tem um escritório mais pequeno e pessoal onde deve tratar dos assuntos durante os finais de semana. A poupança de energia é uma preocupação no complexo e existem painéis solares no topo de um de os edifícios para produzir energia a ser utilizada nos três edifícios. Ao lado, encontra-se um heliporto do qual o helicópetro do Presidente pode levantar voo e pousar.

 Gyeongmudae

Este local marca o sítio onde o antigo edifício principal (Gyeongmudae) se situava. Era o jardim do palácio de Gyeongbokgung durante a dinastia de Joseon e é conhecido por ser um local muito auspicioso, segundo a geomancia (arte de adivinhação que interpreta os padrões geográficos). É um local onde as influências da energia das várias montanhas circundantes convergem e onde não se construiu nada até 1939. Permaneceu um espaço aberto, flanqueado por dois pavilhões que já não existem. Era neste sítio que se encontrava o antigo edifício principal, ocupado pelo primeiro Presidente da República em 1948, Rhee Syng-Man e por vários presidentes que o seguiram antes de ser construído o novo edifício.

O edifício antigo foi demolido em 1993 e erigido um monumento que indica a sua localização. A colina foi arranjada de forma a reproduzir a imagem original do jardim do palácio de Gyeongbokgung. Na pedra do monumento lê-se “Cheonha Jeil Bokji (天下第一福地),” que pode ser traduzido como “o local mais favorável sob o céu”. Encontrada durante a construção do edifício, estima-se que tenha trezentos ou quatrocentos anos. Não existem registos sobre o autor da gravação mas foram avançadas duas possibilidades: o autor ser Jeong Do-jeon, um erudito que teve um papel crucial na criação do reino de Joseon ou Yi Hyun-no, conhecido pela sua teoria em geomancia no início do período de Joseon.

Sangchunjae

O significado literal do seu nome é “Casa da Primavera Eterna” e foi construída com madeira de pinheiros vermelhos Geungang com mais de 200 anos. As árvores vieram de Chunyang, Bonghwa-gun no sudoeste do país e a sua construção foi concluída em Abril de 1983. O edifício é maioritariamente utilizado para reuniões não oficiais e jantares pequenos com dignatários estrangeiros.

Jardim Nokkiwon (Erva verde)

Rodeado por jardins verdejantes, lagos com carpas exóticas e mais de 120 tipos de árvores diferentes, o jardim Nokkiwon é um dos mais belos locais do complexo Cheong Wa Dae. Foi concluído em 1968 e apresenta várias árvores plantadas por antigos presidentes para celebrar ocasiões especiais. No entanto, a mais bonita e imponente árvore é a bansong, ou árvore guarda-chuva, no centro do jardim. Tem 17 metros de altura e presume-se que tenha sido plantada por volta de 1850. As árvores circundantes são jeoksong, um tipo de pinheiro vermelho.

Antigamente, o jardim era uma pequena quinta onde os próprios reis plantavam na esperança de obterem boas colheitas no país. Era um local onde o Presidente organizava recepções no exterior e almoços no jardim para missões diplomáticas estrangeiras, dignatários nacionais e convidados estrangeiros. Também se realizavam celebrações em dias como o Dia da Criança, Dia dos Pais e Dia dos Professores.

 Residência presidencial

Antes de a residência presidencial actual ser concluída, o Presidente vivia no segundo andar do edifício principal antigo mas o espaço escasseava. Assim sendo, a construção da nova residência começou em 1989 e foi concluída em 1990. Foi utilizada madeira de pinheiro vermelho para construir um complexo que inclui a residência principal, um pátio tradicional e alojamentos exteriores separados. O portão principal é um sammun (portão triplo) tradicional, comum na arquitectura coreana. O relvado frontal da residência tem uma vista incrível para a baixa de Seoul.

Chunchugwan, o centro de imprensa

Chunchugwan alberga aproximadamente 150 correspondentes coreanos e internacionais que cobrem Cheong Wa Dae. No primeiro e o segundo andar do edifício situam-se uma sala de imprensa e uma sala de briefing, respectivamente. As conferências do Presidente e os briefings diários são realizados na sala de briefings. Inaugurado em 1990, tem um telhado com espigões, coberto por telhas de barro que se fundem com a paisagem. O nome provém das dinastias de Goreyo e Joseon. Nessa época,  Chunchugwan era o local onde se compilavam os anais.

 Fontes:

Site do governo coreano

Visit Korea

Wikipedia

 

 

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s