문화 - Cultura · 역사 - História

경복궁 – O Palácio Gyeongbok

O Palácio Gyeongbok é um Palácio Real construído em 1395, mais tarde ardeu e ficou ao abandono durante quase três séculos. Reconstruído em 1867, foi o maior e o principal palácio dos cinco grandes palácios construídos na Dinastia Joseon. O seu nome, 경복궁, significa  경복 (gyeongbok) “Muito abençoado pelos céus” e 궁 (gung) significa palácio.

Foi em 1395, três anos depois da fundação da Dinastia Joseon, fundada por Yi Seong Gye, que a construção do principal Palácio Real terminou e a capital da nova dinastia foi mudada de Gaeseong para Seul (na altura chamada de Hanyang). Com o Monte Bugaksan na sua retaguarda e o Monte Namsam como primeiro plano, o Palácio Gyeongbok situa-se no centro de Seul. Os edifícios principais do Palácio e o distrito dos ministérios formavam o coração da capital e representavam a soberania da Dinastia Joseon. Depois de todos os Palácio Reais terem sido destruídos pelos japoneses durante a guerra Imjinwaeran, as invasões de Hideyoshi entre 1592 e 1598, o Palácio Changdeok, um palácio secundário, foi reconstruído e serviu como palácio principal. O Gyeongbok foi deixado ao abandono por quase 300 anos.

Imagem do Palácio Gyeongbok em 1867

Foi em 1867 que este palácio foi reconstruído, durante o reinado do Rei Gojong (1852-1919. Depois da sua reconstrução o palácio era bastante diferente do original. Cerca de 500 edifícios foram construídos em 40 hectares, formando uma pequena cidade. Os princípios arquitectónicos da China Antiga foram harmoniosamente incorporados na tradição e aparência da Corte Real da Dinastia Joseon. Grande parte do Palácio foi destruído durante a ocupação japonesa, 85% dos edifícios foram desmantelados e o Portão de Gwanghwamun foi removido e um enorme edifício do governo general japonês foi construído em frente do sector principal do palácio.

Notavelmente, os edifícios mais representativos da Dinastia Joseon, o Geunjeongjeon, o Gyeonghoeru e o Lago Hyangwonjeong permaneceram relativamente intactos. Desde 1990 que o governo tem feito um enorme esforço para restaurar o Palácio Gyeongbok à sua antiga glória. O edifício construído pelos japoneses foi removida e o Portão Heungryemun foi restaurado. Os aposentos reais e o Palácio Este para o Príncipe também foram restaurados.

Edifícios principais:

Gangnyeongjeon (강녕전/ 康寧殿)

Gangnyeonjeon era usado como os aposentos principais do rei. Construído primeiro em 1395, foi destruído durante as invasões japonesas em 1592 e reconstruído quando o Gyeongbok foi restaurado em 1867, mas foi novamente destruído por um grande incêndio em novembro de 1876 e novamente reconstruído em 1888. Mas quando um dos edifícios principais do Palácio Changdeok ardeu em 1917, o governo japonês destruiu o Gangnyeonjeon para usar os seus materiais para reconstruir o edifício que ardeu.

O actual Gangnyeonjeon foi construído em 1994, seguindo meticulosamente o design e especificações do edifício original. Uma das características deste edifício é a falta da parte branca do telhado chamada de 용마루 (yongmaru). Existem várias teorias para explicar a ausência dessa parte, sendo que a teoria que reúne mais consenso é: como o rei simbolizava o dragão durante a Dinastia Joseon, o 용마루, (yongmaru) que contem o caracter (龍) 용 (yong) dragão em coreano, não pode estar a cima do rei quando ele dorme.

Geunjeongjeon 근정전/ 勤政殿

Era o salão onde o rei dava audiências aos seus oficiais, condecorações de importância nacional, e recebia os enviados estrangeiros e embaixadores durante a Dinastia Joseon. Este edifício foi designado o Tesouro Nacional nº223 em 1985.

O Geunjeongjeon foi originalmente construído em 1395, ardeu em 1592 durante as invasões japonesas e o edifício actual foi construído em 1867 quando todo o palácio foi reconstruído.  Geunjeongjeon 근정전 significa “a diligência ajuda na governação”. Geunjeongmun 근정문/ 勤政門), o portão Geunjeong fica a sul do Geunjeongjeon é o portão principal do pátio e do Geunjeongjeon. Este portão está dividido em três corredores, e apenas ao rei era permitido andar no corredor central.

Gyeonghoeru (경회루/ 慶會樓)

O Gyeonghoeru era o pavilhão usado para receber banquetes importantes e especiais durante a dinastia Joseon. Foi nomeado o Tesouro Nacional nº224 em 1985. Construído em 1412 pelo Rei Taejong, Gyeonghoeru foi também um dos edifícios destruídos durante as invasões japonesas. O actual edifício foi construído em 1867 numa ilha artificial no Lago Hyangwonjeong. O Gyeonghoeru era uma das imagens que aparecia nas notas de 10,000 Wons (nas notas seriadas de 1983-2002)

Hyangwonjeong 향원정/ 香遠亭

O Hyangwonjeong é um pequeno pavilhão hexagonal com dois andares construído em 1873 por ordem do Rei Gojong. O edifício foi construído numa ilha artificial de um lago chamado Hyangwonji 향원지 e uma ponte chamada  Chwihyanggyo 취향교 liga este pequeno pavilhão ao Palácio. Hyangwonjeong 향원정 pode ser traduzido como “O pavilhão das fragrâncias de longo alcance” enquanto a ponte Chwihyanggyo 취향교 pode ser traduzida como ” a ponte intoxicada de fragrâncias”. (esta é a ponte que se viu no drama The moon that embraces the sun, quando o Rei (interpretado pelo Kim Soo Hyun) apareceu pela primeira vez já adulto.)

Fontes: wiki; visitkorea.or.kr; royalpalace.go.kr;

Anúncios

One thought on “경복궁 – O Palácio Gyeongbok

  1. Also in the elevator hall, they oftten display floral arrangements placed on
    a console table. Creating a positive corporate culture begins with a focus on internal resources.

    Over time, many of these radio personnel will be readily aggreeable to featuring
    the entrepreneur whenever they release nnew products or services.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s