K-Pop

Eu ainda sou do tempo em que só se pertencia a uma fandom

Como já disse, eu amo o drama Reply 1997 (que é freaking amazingly perfect), e ao ver o drama apercebi-me de uma coisa: eu sou uma fã à moda antiga. E sou uma fã à moda antiga porquê? Porque só pertenço a uma só fandom, sou VIP de corpo e alma, claro que gosto muito de outros grupos, mas eu sei bem diferenciar as coisas. Se virem o drama “Reply 1997” (que eu aconselho vivamente porque o drama é uma obra de arte) perceberão o que é pertencer a uma fandom, claro que não concordo com as fanwars, nem com stalkar os ídolos, nem andar à porrada por causa dos ídolos,  que o drama mostra, mas ele está apenas a retratar o que se passava naquela época (que ainda é pior hoje em dia).

Podem me chamar de velha e de estúpida, mas na minha opinião, no mundo do kpop só se é verdadeiramente fã de um grupo (no kpop e noutros estilos). Por isso mesmo não percebo aquelas pessoas que se dizem VIPs, Cassiopeias, ELF, Sones, Blackjacks, Kiss me,  e etc, etc, etc, etc…. e a lista continua com os milhares de novos grupos que fizeram o seu debut desde 2008. Isso para mim é impossível!

Façamos uma comparação, que a meu ver tem tudo a ver com as fandoms no kpop: o futebol. Na liga portuguesa de futebol só somos verdadeiramente adeptos de um clube, esse clube é como a verdadeira e única fandom a que pertencem. Por esse clube já riram, choraram (certamente já insultaram o árbitro) e até já devem ter ido para a rua festejar as vitórias mais importantes, esse clube é a mesma coisa que a vossa fandom e o vosso bias, é apenas um e mais nenhum! Podemos ser simpatizantes de outro clube, mas não quer dizer que seja adepta. Será que me faço entender?  Apoiam o vosso clube a nível nacional e a internacional apoiam todos os clubes portugueses, assim como na Coreia apoiam o vosso grupo preferido e quando se trata de uma cena internacional apoiam todos os grupos coreanos.

Por exemplo quando os BIGBANG foram nomeados para os prémios MTV na Europa, todos os fãs de kpop se juntaram para votar, para que eles ganhassem, mesmo não sendo fãs deles ( já agora, MUITO OBRIGADA a todos os que votaram pelos BIGBANG, deram-me uma grande alegria), porque era uma coisa que daria visibilidade a toda a música coreana. Eu sou apreciadora de música coreana (já fui mais), mas só por pertencer a uma fandom não quer dizer que oiça só as músicas desse grupo, ou só por gostar muito de músicas de algum grupo, não quer dizer que faça parte da sua fandom. Desde que o kpop se tornou uma febre online, a verdadeira essência das fandoms do kpop perdeu-se, agora há tantas coisas que confundem, há tanta coisa linda que aconteceu e que a maioria das pessoas não sabe, há tanto histericismo e tanta apreciação por cantores sem talento que irrita.

É que me papa um bocado a cabeça perceber como é que uma pessoa diz que pertence a mais de uma fandom. Como é possível? Eu gosto muito dos DB5K (foi muito por causa deles que entrei no mundo do kpop) eles têm um lugar muito especial no meu coração, choraria baba e ranho de alegria se eles voltassem a ser os verdadeiros DBSK, fui ao concerto dos JYJ, chorei quando vi o Junsu e nem por isso me considero uma Cassiopeia de verdade . Sou apenas uma grande simpatizante dos moços, mas não pertenço à fandom. Gosto muito deles, mas já não sei quase nada sobre eles, não me informo regularmente sobre o que eles andam a fazer (mas dou todas as semanas uma vista de olhos ao grupo de Cassies portuguesas no facebook, que acho que é o grupo do face a que pertenço que é mais activo :)) e tenho a luoanna e a aplaceforustodream para me informarem sobre eles, oiço regularmente as músicas deles, mas não se compara ao histerismo e à alegria que os BIGBANG que dão, os as lágrimas que já me fizeram chorar e ao que sinto pelos meus meninos. Eles sim, são especiais, muito especiais para mim.

Sabem porque digo isto? Porque me irrita o facto de algumas pessoas se dizerem parte de uma fandom, e à mínima coisa ficam desiludidas com o grupo, só por eles dizerem na letra de uma música que uma mulher fica mais bonita maquilhada ou que merece roupas de marca……. (Não estou com isto a dizer que só por pertencer a uma fandom se vá defender tudo o que o grupo faça, também é saudável criticar quando algo não está bem.) ou então estão sempre a dizer “ai, eu sou uma elf, mas primeiro sou Baby”.  Agora também têm ranking de fandoms? Please, a fandom à qual pertencem é a aquela que está em primeiro lugar, as outras são apenas simpatias, e não me digam pertencem a fandoms de dois grupos (atenção só de kpop) da mesma forma porque isso não é possível! Até uma mãe tem sempre um filho preferido! Não estou a dizer que não possam ter outro grupo do coração, podem, mas para mim tem que ser num estilo completamente diferente de música.

Acho que vou ser bombardeada com comentários de pessoas a achar que eu não tenho razão no que digo, eu estou preparada para todo o ódio. Mas também acho que vou ser apoiada pelas pessoas que já gostam de kpop hà uns “valentes” anos, como eu, e que já são um pouco mais velhas do que as “novas fãs de kpop” que acham que é tudo lindo e maravilho e que se deve amar os 5 milhões de boys e girlbands coreanas só porque são coreanas.

Até os coreanos acharão estranho se vocês se rotularem como pertencentes a um monte de fandoms! Sim, porque tal como é mostrado em Reply 1997, normalmente só se pertence a uma fandom, podem ser fãs de outras bandas ou ter uma grande crush por alguém de uma banda (pedonoona mode ON: O meu cias Kai). Não estou a falar do extremo mostrado em Reply 1997, mas a verdade é que para mim pertencer a uma fandom é tipo o que a Shiwon sente pelos H.O.T (mas não tão histérico e tão irracional). Podem é dizer adoram uma companhia de entretenimento, por exemplo eu sou YG Stan, adoro os grupos todos da YG (por falar nisso, o próximo álbum dos Epik High sai este mês! YAY Os Epik High na YG! ♥. ♥).

Talvez seja por ser um pouco mais velha que a maioria dos fas de kpop que conheço, ou seja por já gostar de kpop há muitos anos, mas sinceramente não entendo a multi fandom a que quase toda a gente que, agora, gosta de kpop diz pertencer. Até perguntei a uma coreana se acham normal na Coreia alguém dizer que pertence a um monte de fandoms e ela disse-me que não, podem é ser Stans de uma companhia de entretenimento, como já havia dito.

é mais ou menos isto que eu penso.

Quem está comigo e quem está contra mim que diga se sua justiça!

26 thoughts on “Eu ainda sou do tempo em que só se pertencia a uma fandom

  1. Tenho a mesma opinião que tu, visto que eu sou VIP mas, por exemplo, adoro os MBLAQ e digo que sou A+ por estes dois grupos foram os que marcaram mais, visto que conheci o kpo pelos BB e vi o Debut dos Blaqies, sinto um enorme carinho por eles.
    E bias é só o GD, depois há sempre alguns membros de outros grupos que eu me identifico mais e morro com eles , tipo o Mir xD
    Também já fui mais ativista de kpop, agora passa-me um pouco ao lado , com tantos grupos novos nem dá vontade….

  2. Estou completamente contigo. Sou uma cassie desde 2005 e NUNCA pensei em mudar de fandom. Agora estou a gostar mais de outros grupos/musicas, mas havia uma altura em que nem me considerava fã de kpop, só de DBSK. Não há nenhuma banda que pra mim atinja a perfeição deles. Adoro-os de todo o coração, sei tudo o que posso sobre eles, vejo imensos programas com eles, e por isso me considero fã.
    Também nunca entendi como é que alguem pode ser fã de tantos grupos. Pra mim ser fã é algo exclusivo, é algo puro e belo, é saber imenso sobre eles, é querer ter a sua merchandise, é ver os programas.. isso só me acontece com eles. Está certo que agora estou a gostar mais de outros grupos, simpatizo muito, e recentemente tenho sabido mais sobre Suju e talvez um pouco de SHINee.. mas nunca me consideraria Elf ou Shawol.
    Dou GRAÇAS A DEUS por este artigo. Resumiste tudo!

  3. ok…em relação a isto eu concordo e não concordo!
    primeiro, eu sou cassie de todo o coração, do género, de TODOOOO o coração, é o meu único fandom e nunca tive intenções de mudar, adoro-os a todos, a todas as suas músicas e provavelmente sei mais sobre eles do que sobre a minha família! Isto é a parte em que eu concordo que sim, que realmente é muito estranho ouvir as pessoas a dizerem que são cassies, elf’s, VIP’s e babies (um exemplo) porque, tipo…como é possível tanta coisa? Mas também entendo que para tudo à excepções à regra! Não acho que seja saudável em relação a fanwars e tal, ser tão radical e dizer “só se tem UM FANDOM!”! alias, dando o exemplo claro do reply 1997, a shiwon e a amiga dela chatearam-se precisamente à conta disso, porque a shiwon não conseguia conceber que a rapariga fosse fandom de H.O.T. e de Sechkies! tipo…não digo gostar de um milhão de grupos e assumires-te como fandom desse grupo, mas também acho que chegar ao ponto de só se pode ter um fandom e nada mais, é esticar a corda e acaba por criar discussões um pouco idiotas. De qualquer maneira, eu sou Cassie e assumo-me como cassie e nada mais (simpatizante de BB, mas não chego ao nível de VIP) simplesmente porque para ter outro fandom sei que é necessario amar esse grupo como amo DB5K e isso não acontece! Mas…é possível que alguém o consiga…por isso, não sou amante dos extremos, nem de dizer que so se pode ter um fandom na vida, nem que se tem um milhao deles!
    Btw, essa da mãe que gosta mais de um filho do que de outro…LOL desculpa, discordo completamente e acho que foi uma comparaçao muito fail.😄 gostei mais da comparação com o futebol =P

    1. Mas eu também não defendo o extremismo retratado no Reply 1997, nunca na vida! Sou contra as fanwars e coisas loucas do género. Não acho que o facto de dizeres que pertences apenas a uma fandom seja um motivo de fanwars, isso das fanwars depende do carácter e do nível de saúde mental das pessoas. Não é por pertencer só a uma fandom que acho que não se pode gostar de outros grupos ou de apoiá-los ou de gastar dinheiro em coisas desse grupo.O que eu quero dizer é que pertencer a uma fandom é algo mais especial, muito especial.
      E quanto ao comentário das mães, é o que vejo nas famílias que conheço, a minha mãe não tem escolha, mas essa é a minha opinião, mas sim o futebol é o exemplo mais certo.

  4. Eu só entrei no mundo Kpop em 2009 mas só pertenço a uma fandom: BlackJack! (foi com quem “cresci”).
    Por isso concordo com o artigo, só tenho uma bias, somente um grupo favorito, não quer dizer que não aprecie outros grupos e canções obviamente, mas não é nem de perto o que sinto pelas 2NE1 ♥
    Vi as 3 temporadas de 2NE1 TV, vejo os concertos, os CF’s, conheço os MV’s e canções todas delas (não tivesse feito aquele megamix né? xD), até mesmo as pre-debuts… Portanto confesso que me “irrita” um pouco qdo fazem aquela lista enormeeeeeeeee de bias e grupos favoritos, tipo… se têm mto amor para dar, força, mas eu prefiro concentrar toda a minha atenção e amor num só grupo e, apesar de elas ainda serem consideradas um grupo novo, sinto como se gostasse delas à tanto tempo *.* Tirando provavelmente os BIGBANG, só gastaria dinheiro para ir a um concerto delas, não menosprezando os outros grupos claro, mas sinceramente não batem forte como elas =’)

    PS: É importante salientar que mesmo que não venha a gostar de certas canções/estilo/problemas pessoais delas, eu estarei sempre aqui a apoiá-las, não foi pela Brit ficar “gorda e careca” que a pus de lado, seguia-a sempre (don’t judge me ♥).

  5. Claro que é apra concordar! porque é assim que a fandom realmente funciona! Por exemplo eu em questões de kpop diria que sou cassie (mas nem isso porque para começar não pertenço ao club de fãs), mas gosto de muitas outras musicas de kpop, mas em termos de kpop seria uma cassie. Com música ocidental é o mesmo caso praticamente (pelo menos para mim) gosto de muitas bandas e de muitas músicas de várias estilos mas quando falámos dos favoritos (tanto em tipo de música e bandas) os meus favoritos vão ser sempre heavy metal e Rammstein, sempre!

  6. Eu não tinha conhecimento deste blog, por acaso, e se tivesse era provavel que não fosse sequer ler este post. Mas uma conhecida leu isto, achou piada e enviou-me o link.
    Sabes uma coisa? Eu ainda não sei se me rio, se fico feliz ou se tenho pena.
    Porque para escrever este tipo de coisas é preciso ter uma mentalidade muito baixa, eu acho. E mais do que isso, ser obsecada de todo. Eu dei-me ao trabalho de não ver só este post mas outros posts deste blog e… Isto fez-me orgulhar de sempre ter dito que não sou parte de fandom nenhum. Porque se fazer parte de um fandom é ser irracionalmente obsecada e ainda rebaixar os outros grupos só para elevar o que gostamos… eu sinceramente não quero ser parte disso. E uma cena que me chateia muito é que eu vejo muitas VIPs (e Blackjacks, ELFs e Cassies) a serem assim e dá-me pena porque isso estraga imenso a imagem que as pessoas têm do(s) grupo(s). Se até eu, que adoro BIGBANG, fico com nojo do fandom, eu não consigo imaginar como é que ficam as pessoas que nem sequer sabem quem eles são. Pensa nisso só um bocado e vê que imagem é que estás a passa, okay?
    E btw, eu não concordo com o post, claro. As pessoas têm todo o direito de gostar de quantos grupos lhes apetecer, ser parte de quantos fandoms lhes apetecer e ter quantos bias lhes apetecer. Nem toda a gente é idiota ao ponto de achar que só se pode gostar de um tipo de chocolate.
    E é isso. Fiquem bem por aí.

    1. Tenho pena que tenha perdido o seu tempo. Mas se leu o artigo (será que se deu ao trabalho de o ler todo?) Eu não disse que sou contra o facto de as pessoas gostarem de mais do que eu grupo, eu gosto de mais de que um grupo e NÃO disse que as pessoas devem gostar apenas de um grupo e de mais nenhum. Se não conseguiu perceber a minha mensagem tenho pena, eu disse que pertencer a uma fandom é apenas mais do que só gostar do grupo. Se não faz parte de nenhuma fandom sorte a sua, quem me dera.
      No meu post: 1) eu disse que sou contra as fanwars e as cenas de andarem a criticar toda a gente por tudo e por nada.
      2) não rebaixei ninguém, nem apoio o facto de as pessoas andarem a criticar tudo a torto e a direito.
      3) é a minha opinião e o meu blog, se não concorda não leia e não visite o blog, não perca o seu tempo.
      Desculpe-me mas não percebi a parte do seu comentário de “E uma cena que me chateia muito é que eu vejo muitas VIPs (e Blackjacks, ELFs e Cassies) a serem assim e dá-me pena porque isso estraga imenso a imagem que as pessoas têm do(s) grupo(s).” Eu estraguei a imagem dos BIGBANG só por dizer que pertenço só a uma fandom??? LOOOOOL

      Se não gosta do blog, não o visite, não perca o seu tempo. Eu gosto do blog e há muitas pessoas que também gostam. Assim como você não concorda com a minha opinião, há também pessoas que não concordam com a sua.

      Obrigada pela visita e volte quando ler o blog não lhe der trabalho!

      1. Que engraçado dizer que somos obcecadas (e que tal argumentar com o vocabulário direitinho?). Para começar o blog já mostra que se vai falar da Coreia do Sul e de Kpop já que somos fãs, acho que não se escondeu isso de ninguém. Sim nós na nossa introdução dizemos coisas que realmente levam a que as pessoas pensem que somos obcecadas, mas talvez o objectivo seja esse? Não sei, talvez porque estamos para a brincadeira e aquilo que ali escrevemos é talvez um pouco irónico já que falando por mim, eu não vivo de kpop e muito menos do Jaejoong (vivia do dinheiro dele isso sim… sim eu sou uma cabra assim… o dinheiro não é tudo na vida mas eu preferia chorar num Ferrari… real bitch this one). Mas voltando ao blog, pode ser só de mim, mas no blog falamos mais de cultura do que outra coisa (o que é interessante de se ficar a saber, e como este é um blog sobre a Coreia do Sul, porque não falar da cultura do país?), quando falámos dos bias e cias e por aí, caso não dê para reparar, é tudo num tom de brincadeira e quando defendemos algumas coisas que os idols fazem é porque são coisas que para nós não é nada do outro mundo e achamos que as coisas foram levadas aos extremos (quem aqui nunca fumou uma ganzazita ou apanhou uma bebedeira de “caixão à cova” ? E vamos julgar os outros por algo que também fazemos? Really mature don’t you think?). Agora vir aqui dar a opinião seja ela positiva ou negativa tudo bem, é para isso que temos a secção de comentários (e nós aprovamos tudo caso estejam a duvidar, bons maus, trolls o que aparecer fica). Mas entre dar opinião que contenha algum relevo para o assunto e entre ofender o “trabalho” (sim está entre “” porque não é isto que me dá de comer, mas parecendo que não ainda me vou esforçando para pesquisar as coisas e não pôr aqui cópias da wikipedia) de pessoas que não conhecemos é uma grande diferença. Pessoas essas que não conhecem e que simplesmente porque gostam de se divertir, brincar com as coisas que vão publicando e ao mesmo tempo tentando passar um pouco de informação que vamos investigando não têm de ler comentários que de construtivo não têm nada!

        Quanto a este post em específico, pelo que eu entendi ao ler, a autora está a tentar mostrar como funciona a fandom na Coreia do Sul e como são os clubes de fãs lá, que são um bocado diferentes dos nossos…

        Mas pronto, se o nosso blog deu assim tanto trabalho a ler e foi assim tão traumatizante não voltem… Não há problema por aí! Ou então voltem e comentem e continuem a dizer coisas do estilo, uma pessoa tem de se rir um bocado… Sendo tão obcecadas assim a linha entre a sanidade e a loucura está tão ténue que nós só nos conseguimos rir assim!

        Obrigada pelo cometário e pela visita! Volta quando quiseres🙂

      2. Perdão, cometi um erro ortográfico. Peço imensa desculpa.
        Já disse em outra resposta, mas voltarei a dizer: Eu não tenho nada contra o vosso blog. Aliás, a ideia é boa e alguns dos posts pareceram-me bastante produtivos. Outros eu acho que não têm ponta por onde se lhes pegue.
        Então o vosso objectivo é parecer obcecadas? Estou intrigada agora. Para quê? É que, não sei se sabem, mas quando as pessoas são demasiado obcecadas isso não é uma coisa boa. Eu acho.
        Outros posts que vocês fizeram relacionados com bias e tudo mais podem ter sido na brincadeira e eu sei disso porque também o faço ás vezes, mas este realmente não me pareceu que fosse um deles. Pareceu-me que fosse um post a sério e acho que o era realmente.
        Peço desculpa se o meu comentário soou ofensivo, mas o post também me soou ofensivo, então não é como se pudessem usar esse argumento.
        E agora estás a ser cínica porque não tens mais argumentos?
        Eu volto para responder, sabes porquê? Porque isto diverte-me, realmente. Então obrigada por responderes também.

      3. Vocês são do Brasil, não são? Só reparei agora.
        Eu li o post completo, sim. E dei uma vista de olhos a outros posts também. Eu não disse que tinha algo contra o blog, para que fique claro.
        Dizes que és contra as fanwars e que não rebaixaste ninguém mas neste mesmo blog está um post a rebaixar os SHINee por causa das capas do album, só para parecer que as dos BigBang foram melhores.
        É a tua opinião e o teu blog, sim, mas os comentários servem para os visitantes deixarem a opinião deles, correcto? Menos é assim que eu acho que funciona. Mas não sei, também só tenho blogs há uns sete anos, posso estar errada.
        Não estragaste a imagem que tenho dos BigBang porque eu também gosto deles e não são as VIPs que vão mudar a minha opinião sobre eles ou qualquer outro grupo que conheça. Mas estragaste a imagem do fandom (não que ela fosse muito boa), não por dizeres que só pertences a um fandom mas por outras coisas que se lêem neste blog.
        Eu não visito o blog, eu li ocasionalmente porque me mostraram. E é claro que há pessoas que não concordam com a minha opinião, eu sei muito bem disso. Só gostava que alguma delas fosse decente o suficiente para discutir as ideias dela comigo em vez de me encarar como uma “hater” que só vem para insultar sem motivo.

    2. ah e todos os comentários que foram feitos foram aprovados, não apenas os que concordaram com o post. Se não percebe, eu estou a explicar o conceito de fandom na coreia.
      Então quer dizer que eu por ter uma banda favorita não sou saudável…. ui, então quem tem uma banda favorita, uma cor favorita, uma música favorita, uma marca de roupa favorita, uma comida favorita, uma roupa favorita, um livro favorito, o filme favorito, um/a melhor amigo, etc, é tudo gente doente porque não gosta das coisas de igual forma????!!!! WOW parece-me que 99,9% do mundo é doente e só a menina e o seu amor igual e incondicional por todas as bandas é que é saudável.
      Ps: Obrigada a si e às suas amigas por partilharem o link do blog no vosso twitter, falem mal, falem bem, mas falem, é só publicidade ♥
      Ah e eu não vou atacar ninguém, nem perseguir ninguém por não concordar com a minha opinião, lá por parecer uma maluca no blog eu não o sou, sou adulta o suficiente para entender que há sempre alguém que não concorda. Lá por não concordar não precisa de criticar todo um blog que não pertence só a mim e no qual não falámos só de kpop. Mas você e as suas amigas terão sempre um lugar especial neste blog. E para a próxima, faça uma crítica construtiva sem atacar o trabalho de outras pessoas que não o meu e sem fazer ataques pessoais, já que não nos conhecemos de lado nenhum.

      Obrigada pela publicidade

      1. Uau. Uma pessoa discorda com o que vocês dizem e tem logo direito a ser stalkeada? Vocês levam mesmo isto a peito, hein?
        Se estás a falar do conceito na Coreia, porque é que dás o teu exemplo e falas de pessoas não-coreanas?
        Eu não disse isso. Eu também tenho bandas favoritas. Nada contra. Mas não podes simplesmente dizer que as pessoas NÃO PODEM gostar de duas bandas da mesma maneira, porque elas podem.
        Não tens de quê, nós por lá também nos divertimos a comentar sobre o blog.
        Peço desculpa se fui mal interpretada, mas os “ataques” não foram para ti. Foram para os fandoms em geral e a imagem que eles passam de si mesmos. E não fales como se eu tivesse sido a única a “atacar”, quando mesmo no post há “ataques” a muita gente.

    3. Acho que não percebeu inteiramente nada do que aqui foi escrito ou dito! Secalhar devia voltar quando tiver maturidade para o perceber. E de preferência, com uma melhor gramática.

      1. Agora eu sou imatura e tenho má gramática. Peço desculpa se aparentemente não tenho maturidade o suficiente para vos perceber. E peço mesmo muita desculpa por ser de um país diferente e portanto usar a gramática do meu país e não do vosso. Sério, perdão.

    4. Tudo a defender as Coisas da Coreia!😀 Yeah!

      Quanto a mim, não tenho nada muito elaborado para dizer, apenas que não entendo porque é que as pessoas perdem tempo a redigir coisas tão longas só para dizer que não gostam e que não concordam. Como se isso fosse de interesse para o autor do post.

      Passai à frente senhoras, não vos interessa, limpe o rabinho e siga.

      1. Pelo mesmo motivo que tu perdeste tempo a responder a essas mesmas pessoas. E se o autor do post não quer saber de opiniões contrárias á dele, então o autor do post é como um burro de palas nos olhos, que só vê o que lhe metem á frente e acha que está sempre correcto.

  7. Só é stalkar se a pessoa quer guardar segredo e tu a persegues, lol, tens o link do teu twitter, achas que não ia ver o twitter da figura que ficou tão ofendida com o meu post? LOOOL Também foste ver as nossas descrições no “sobre” e postaste-as no teu twitter, então isso é stalkar e invasão de privacidade e estás a violar os direitos de autor…. kkkkkkkk
    O problema é que as palavras que usaste suaram ofensivas para mim e para o blog. Se não percebes a ironia e o tom de brincadeira do blog azar o teu, lol. Eu dei o meu exemplo porque ao ver Reply 1997 (como eu disse no post, será que o leste?) me apercebi que sou uma fangirl tipo a Siwon, mas não tão louca, nem com tantos extremos, sou “uma Siwon” mais moderada e tolerante. O post dos Shinee foi pelo facto de as imagens na capa serem muito diferentes, não estava a dizer que um era melhor que o outro, só estava a dizer que num estavam sem roupa, e no outro era só a roupa, Deus perdoe quem não percebe brincadeiras! Se levas tudo assim tão a sério mais te vale não visitares o blog. Não, não é nosso objectivo parecer obcecadas, mas apenas comentar as coisas com humor e escrever de forma a que as pessoas se divirtam. Ou será que nunca falaste com as tuas amigas de uma maneira tarada dos teuS BiaS?? LOL é na brincadeira… kkkkkk
    No teu comentário foste uma hater, porque se quisesses só discordar do meu post terias falado só do meu post e não terias ofendido todo o blog.
    Ps: E não somos brasileiras, somos portuguesas (como referimos algumas vezes no blog, tens a certeza que o leste???), tratar-te por você foi apenas ironia, já que mesmo que não tenhas tido intenção insultaste o trabalho de outras pessoas que não têm nada a ver com este post.
    Nós aceitamos as críticas, mas têm de ser bem construídas, agora dizeres que tens nojo das VIP, só porque eu disse que tenho uma banda favorita e que só acho que é possível gostar verdadeiramente de uma banda, é triste… Uma pessoa não faz uma fandom.

    e acho que a partilha de ideias acaba aqui.
    Volte quando ler o blog não for um trabalho, e agradecia que não copiasse frases do blog e as colocasse noutros locais, não temos nenhuma parceria com o teu blog.

  8. Também sou VIP, e não me vejo gostando de outro grupo a ponto de ser uma fã. Sei que existem muitos outros grupos excelentes além do BIGBANG, e todos os fã clubes merecem respeito! Sou uma fã a moda antiga (a que gosta de um único grupo) mas, sempre respeitando os outros!🙂

  9. concordo com a autora do texto,gostar a gente pode gostar de varias bandas,mas apenas uma a gente realmente ama acima de todas as coisas,apenas uma a gente se identifica e se apega…e pra mim a banda que eh tudo na minha vida eh bigbang *–*

  10. Concordo com o post. Gosto de vários grupos e acho o trabalho deles excelente, mas sou 4NIA e as meninas do 4Minute são a minha vida.
    Parabéns pelo post.

  11. Tô comentando em um post antigo, porque não tinha como ler e não comentar nada sobre esse tema.
    Não sou uma fã à moda antiga, como você, que pertence a apenas um fandom, mas adorei o que você escreveu (aliás, conheci a pouco tempo, mas já li vários posts e gosto do que você escreve) e meio que concordo com seu ponto de visto (não concordo totalmente porque eu pertenço a mais de um fandom, então seria meio contraditório).
    No começo da minha vida como kpopper (que não é muito tempo), eu achava que pra ser parte do fandom tudo que eu tinha que fazer era gostar demais daquele grupo. Só que o número de grupos que eu gostava ia aumentando, então percebi que tinha os que eu curtia (Beast, Block B, U-Kiss, DBSK…) e os que eu realmente era fã (SHINee, Super Junior, B.A.P, MBLAQ…), com isso meu número de fandoms diminuiu.
    A pouco tempo atrás, eu percebi que mesmo dentro desses fandoms que eu me considerava como parte (depois da primeira triagem), tinha grupos que eu amava, mas não era quem fazia meu coração bater mais rápido. Então, mais uma vez, analisei os meus fandoms e eles reduziram novamente.
    Entre os 4 que restaram (sim, ainda restaram quatro, o que pode parecer bastante para algumas pessoas), eu não consigo tirar nenhum. Todos eles são grupos que apoio incondicionalmente, amo muuuito, respeito todos os membros, ajudo-os em pesquisas, estou sempre procurando notícias, vendo e revendo entrevistas, doramas e programas com os membros (mesmo que tenha apenas um que apareça), estou sempre a escutar músicas deles, comprando (mais pesquisando e preparando pra comprar do que comprando de fato, já que o dinheiro não ajuda muito) cd’s, dvd’s e todas essas outras coisas que as empresas lançam. E não tem um que receba mais amor (ou atenção) que o outro.
    Tive a chance de comprar o novo cd do MBLAQ ainda no pré-lançamento, mas de última hora deixei pra lá, isso não é ser A+. Abri conta em um banco, só pra ter cartão de débito lá e assim conseguir pagar pelo paypal (já que os dois bancos em que eu tinha conta não tem “convênio” com o paypal), pra poder comprar os dois cd’s do 100% (além do mais novo do Infinite); isso é ser Perfection (e Inspirit).

    Portanto, respeito muito quem consegue fazer parte de apenas um fandom. Mas fazer parte de mais que um fandom (verdadeiramente) é possível, e eu sou prova viva disso. Só espero que as pessoas que acham que gostar de um grupo = ser parte do fandom, abram os olhos (assim como eu fiz) e percebam qual(is) é(são) o(s) grupo(s) que realmente mexe com você, que você ama acima de todos os outros.

  12. Cara concordo plenamente com o post e tipo é bem isso mesmo,tipo se a pessoa quiser ter 1000 fandons problema dela,mas que sejam de generos musicais diferentes,até porque se ela parar pra pensar cada genero musical vai ser apenas 1 e o amor dela vai ser o mesmo até porque é outro genero e não ‘a mesma coisa’
    É ridiculo dizer ‘eu sou fã tal,mas o fandom tal vem primeiro’ parece que nem ela sabe qual gosta!!! E sem falar que o primeiro idolo aquele que nos mudou é algo que os outros (do mesmo genero) não vai ser igual e se for,então nossa eles se superaram.
    Eu sou fã de Green Day hà quase 1 decada
    e hà pouco mais de 1 ano é que entrei no mundo do Kpop,antes do Kpop eu me identificava com o baterista da banda (Tré Cool)
    E depois do Kpop isso ainda é a mesma coisa,porém conheci o Shin Dong Hae,que gordo assim como eu jà teve certos momentos ruins e isso me fez me identificar com ele e hoje com esses 10 anos de Green Day nas costas e pouco menos de 1 do Suju,posso dizer que o Suju é importante pra mim,que o Shin é meu bias e minha inspiração e que mesmo não sendo E.L.F eu posso muito bem gostar deles e não muda nada em minha vida.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s