사회 - Sociedade

Coffee time!

Na era do coffee-on-the-go, o que não falta na Coreia são cafés. Estão em cada esquina! Uns mais chiques do que outros, cadeias famosas e menos famosas que vendem bebidas a preços exorbitantes, etc. No meio de tantos Starbucks e Caffe Benes, aos quais os coreanos mais velhos se referem ainda como dabang (다방, a palavra antiga para café) sendo que chamam na brincadeira  별(estrela)다방 ao Starbucks, existem alguns cafés que primam pela originalidade e por um sentido estético bastante apurado e criativo!

Comecemos pelo Café Gio Cat!

Este café situado em Hongdae é, como o nome indica, um café com gatos. Sim, tem gatos por todo o lado e os clientes podem levar o seu gato, fazer festinhas aos gatos que por lá andam e têm até gatos para adoção! Tem de se pagar entrada, que fica por 8,000 won (cerca de 5 euros) para adultos com mais de 20 anos e 7,000 won (cerca de 4 euros) para crianças (abaixo dos 20 anos) e inclui uma bebida – café, sumo ou chá – sendo possível descontar quando se pede nova dose. Aqui fica o vídeo feito pelo Simon e Martina do Eat Your Kimchi quando visitaram este café felino!

O próximo café é difícil de não se ver, não fosse o cor de rosa por todo o lado, o Hello Kitty Cafe em Sincheon, Seoul, apesar de haver outro em Hongdae.

A gata está por todo o lado! Os bolos têm a sua cara, os baristas servem os latte machiatos ou seja o que for com um desenho da dita, mesmo as casas de banho são decoradas com motivos da Kitty! Aqui podem ver fotos do café em Hongdae.

Continuando na onda dos cafés temáticos, aqui temos o café do Charlie Brown!

Este café tem as personagens de Charles M. Schulz desenhadas nas paredes, no balcão, nas mesas… até nos talheres! É possível comprar merchandise do Charlie Brown e dos seus amigos, comer waffles na forma da cabeça do Snoopy… you name it!

E claro, imensos cafés artísticos, com uma onda mais indie, como o Cafe Lua, onde a qualidade do café servido é, segundo o que li, bem superior à das bebidas servidas nos franchises que inundam as ruas das cidades coreanas.

Fontes:

Visit Korea; Foreigner Joy;Dabangs; Charlie Brown Cafe

Anúncios

6 thoughts on “Coffee time!

  1. Gosto muito do teu blogue,isto vai soar um bocado estranho mas vá… já percebi que tiraste algum curso de linguas e tal, e acho que estas a trabalhar e tudo. podias falar um bocado sobre isso? eu estou interessada em ir para um curso de linguas asiatica, e gostava de saber como é… e que tipo de emprego tens….coisas assim!? Era simpático da tua parte!!

    1. Primeiro, obrigada por gostares do blog! Segundo, este blog tem três administradoras e estudamos todas línguas mas penso que as pessoas mais indicadas para te ajudar são as outras duas administradoras porque elas é que estudaram chinês e japonês, enquanto eu estudei línguas ocidentais (inglês, alemão e russo) e vou trabalhar em tradução. Eu quando falar com uma delas peço-lhes para elas virem aqui responder, ok? Obrigada pelo comentário 🙂

  2. Olá LILI! Olha em relação aos cursos de línguas asiaticas é assim, no que eu estava só tinhamos 2 linguas, chinês e japonês sendo chinês o major do curso. O Japonês para mim foi muito dificil de aprender porque tem uma gramatica muito complicada! o Chines é mais facil mas tambem nao é pêra doce. Basicamente são linguas que requerem muito esforço na sua apredizagem e se te desleixas nos estudos já não consegues acompanhar as aulas. Claro que os professores também ajudam e ter bons professores garante bons resultados obviamente! A cultura também não foi deixada de parte no nosso curso e ajudou muito na compreensão tanto das pessoas, das suas atitudes e na forma de ver o mundo como a compreender a própria língua!
    Quanto a saídas profissionais, podem-te prometer mundos e fundos mas a realidade é que vai ser igual a outro curso de línguas qualquer. Vais ter dificuldades em encontrar trabalho cá porqque por um lado não vais ver ofertas apelativas, e as que parecem apelativas não vão ser renumeradas devidamente (porque, por exemplo, no caso chinês toda a gente sabe que não é uma língua que encontres pessoas que a falem com muita facilidade, mas aqui não te dão a renumerção devida… pagam muito pouco e só em part-time). Falando em profissões especificas, podes dar aulas e fazer tradução que é o essencial no trabalho com línguas, mas também podes ir parar a empresas que necessitem dos teus serviços de interprete ou mesmo que vás ao país fazer tu as negociações, ou seja abrange muita coisa, é preciso é ter sorte. Espero que a resposta tenha ido de encontro às tuas dúvidas, se quiseres saber mais alguma coisa é só perguntar que nós temos muito gosto em responder!

  3. Obrigada pela resposta rápida!! Só mais uma perguntinha!! todas vocês conseguiram emprego? espero que sim!! e em quê? eu estou mesmo decidida a ir para um curso de tradução e interpretação, mas tambem tenho medo de ir para o desemprego,…
    Obrigadissima outra vez!!

    1. Eu acabei o meu mestrado em tradução em Janeiro e começo a trabalhar como tradutora numa empresa amanhã! Está mau para todos mas com empenho e força de vontade consegue-se, não se pode é ficar parada à espera que caia um emprego do céu!

  4. Lili: eu tirei com a luanna, e digo-te é tudo muito bonito nos anos em que estás a estudar, mas depois…. sinceramente não aconselho, se não gostas de lamber as botas a ninguém não é o curso certo para ti, pk só aqueles que são lambe botas é que se safaram com a chefona do curso, isso e se fores bonita, se fores bonita ela vai adorar.te pk te poderá exibir nas cenas de cultura do confucio. Não aconselho o curso, tirei-o, e só nao me arrependo de o ter tirado pelas pessoas que conheci e os amigos que fiz. Se achas que não vais ficar a odiar o povo chinês depois de trabalhares com eles ou ver algumas coisas que aquela gente faz, tira o curso. Nem falo do japones, pk infelizmente, pelo menos da U. Minho até estão a tentar acabar com essa cadeira. Não sei como as coisas estão agora pk já acabei o curso a algum tempo.
    Dos meus colegas de turma, só 2 deles arranjaram emprego com contractos por mais de 1 ano. Sinceramente as pessoas vão dizer-te que há muuuuuitas ofertas de emprego e é tudo treta! Porque os chineses que estudam portugues vêm viver para portugal 3 anos e os que estudam chines só ficam 1 na China… Como é claro os chineses conseguem os lugares pk o portugues é muito mais facil de aprender que o chines, e também é impossível para um estrangeiro alcançar o nível c1 e c2 (vai ver o quadro europeu das linguas) de chines…
    Se queres trabalhar na area de braga ou porto tb nao te aconselho, fora desses distritos não terás a influencia de um certo instituto confucio e pode ser que te safes.
    Outro problema é que as pessoas que fazem as ofertas de emprego não sabem da impossibilidade de adquirir o nivel c1 ou c2 em chines e pedem sempre isso nas propostas de emprego….
    E outro problema ainda é que estudas a lingua e supostamente mais um milhão de coisas, mas não aprendes nada de jeito. Se tirares o curso, não tires o mestrado pelo menos em Braga, não cometas esse erro de perderes 1 ou 2 anos da tua vida a aprender nada com coisa nenhuma. e a ter aulas que nem a pessoa que está a ensinar sabe o que quer dizer.
    Pensa bem.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s