문화 - Cultura · 역사 - História

Era uma vez…

“Era uma vez, há muito, muito tempo, quando o tigre fumava cachimbo”. É assim que muitos contos infantis coreanas começam, com esta frase que significa algo que remonta a tempos idos, aos tempos da velha senhora.

O tigre é um dos símbolos do povo coreano, tendo um papel na mitologia coreana da criação, ocupando também um lugar de destaque no folclore coreano, bem como na arte, nomeadamente em pinturas e esculturas.  Muitas destas pinturas populares mostram tigres e pegas, sendo que estas últimas são símbolo de boas notícias e o tigre proprietário do poder de afastar o mal.

O tigre faz parte da cultura coreana desde o início da civilização coreana, desde Dangunsinhwa (A lenda de Dangun), quando Dangun fundou o primeiro reino coreano de Gojoseon (a.C 2333- a.C 108). Nos contos populares antigos, o tigre era muitas vezes descrito como um deus da montanha ou um animal divino simbolizando a nação, tal como o dragão na China, o elefante na Índia e o leão no Egito. Em algumas histórias o tigre é descrito como uma criatura agradável que ajudava os humanos e retribuir as suas boas ações, ao passo que noutras era tão ignorante e tolo que se deixava enganar facilmente pelas pessoas, permanecendo ainda assim amigável e querido. Nos túmulos reais é possível encontrar esculturas de tigres, pois acreditavam que estes protegiam os locais sagrados onde sepultavam os seus mortos. Segundo registos históricos do início da era Joseon, durante os reinados de reis como Taejong, Sejong, Munjong, e Danjong, tinham lugar rituais para pedir chuva nos quais se oferecia uma cabeça de tigre como sacrifício. 

 Confiante e enérgico, corporiza o espírito desportivo, tendo o tigre Hodori sido a mascote dos Jogos Olímpicos de Seul em 1988. É também o símbolo da selecção nacional de futebol e de Taekwondo.

Fontes: Visit Korea; Wikipedia

Anúncios

One thought on “Era uma vez…

  1. Ai o Tigre, o Tigre… Que desgraçada esta criatura. Imaginem lá que o tigre outrora já povoou até a península coreana. Desconfio que no meu tempo de vida ainda vou assistir à notícia que vai declarar sua extinção em toda a Ásia… enquanto continuarem a existir tibetanos e medicina tradicional chinesa o raio do Tigre está F#di%0. Um à parte: os asiáticos muito gostam de criatura agradáveis que ajudam os humanos e retribuem as suas “boas ações”. Criaturas ignorantes ao ponto de se deixarem enganar facilmente pelas pessoas e mesmo assim permanecer amigáveis. Criaturas que se contentam com salários baixíssimos e correm, correm e no final não sabem reclamar os direitos…Sighssss… dasss eu sou tão ridícula como o Tigre coreano… O povo coreano realmente é singular os indianos, chineses, e lá os das outras terriolas vêem no tigre um sinal de poder físico e sexual, a representação do espírito rebelde e empreendedor… Parabéns pelo artigo 🙂 Gostei muito de o ler.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s