문화 - Cultura · 한식 - Gastronomia

Sambok (삼복)

O que é o Sambok?

Antigamente, quando grande parte dos coreanos dependia da agricultura para sobreviver, todos os membros da família trabalhavam nos campos desde a primavera até ao outono. Mas quando o calor abrasador do verão tornava o trabalho no campo praticamente impossível toda a gente tirava uma folga e descansavam do sol. Fazia parte deste ritual estival comer uma refeição cuidadosamente preparada e cheia de nutrientes que tinha como objetivo dar energia e arrefecer o corpo: uma maneira inteligente e fácil de recuperar da fadiga e preparar-se para as colheitas de outono.

Sambok  refere-se aos três dias mais quentes do verão, que marcam o pico da época de crescimento. Depois destes dias passarem os agricultores esperam ansiosamente que o arroz esteja pronto para colher. Segundo o calendário lunar, o Sambok estende-se pelo período de mais de um mês e é pautado por três dias: chobok (início), jungbok (meio), e malbok (final). Há um intervalo de 10 dias entre o chobok e o jungok e um intervalo de 20 dias entre o junbok e o malbok.

N.T: Este ano o chobok calha a 18 de julho, o junbok a 28 de julho e o malbok no dia 7 de Agosto. Como o Sambok é calculado segundo o calendário lunar as datas mudam todos os anos.

O que é que as pessoas fazem nos dias de Sambok?

No passado o Sambok era um feriado para os agricultores cansados do trabalho. Durante o período das dinastias a corte distribuía gelo aos oficiais mais importantes. No entanto nessa época o gelo era uma raridade para as pessoas comuns. Por isso quando o calor tornava o trabalho no campo impossível as pessoas faziam outras tarefas ou iam descansar para um sítio mais fresco.

Normalmente as pessoas refugiavam-se num vale cercão ou na costa. Era mais comum serem as donas de casa a fazerem tais viagens. Fugiam do trabalho e passavam umas férias agradáveis, refrescando os pés num regato na montanha ou deitando-se na areia da praia. Era também uma altura em que aproveitavam para visitar os seus pais e familiares.

Nos dias que correm não existem tradições especiais no Sambok mas ainda se comem refeições nutritivas e rejuvenescedoras e por isso é normal encontrar longas filas em restaurantes que sirvam samgyetang ou comida específica do Sambok.
As comidas favoritas do Sambok!

Os coreanos interessam-se mais por comida que ajuda a renovar energias abaladas pelo calor abrasador e os pratos mais populares são samgyetang (sopa de ginseng com galinha) e jangeogui (enguia grelhada). De acordo com a medicina oriental quando está calor o sangue concentra-se perto da pele para arrefecer o corpo e isto pode resultar em má circulação no estômago e músculos.  Por isso é normal que se perca apetite ou se sinta fadiga no verão.

Nesses dias as pessoas querem comida que lhes aqueça o corpo. Por exemplo, a galinha, o ingrediente principal da samgyetang, aquece o corpo e o ginseng tem o mesmo efeito. Podem perguntar: Para quê comer comida quente quando já está tanto calor? Este costume baseia-se na ideia da medicina oriental de que apesar de haver calor no corpo os orgãos internos estão relativamente frios. Acreditava-se que ao aquecer o interior do corpo se conseguiria não só ultrapassar o calor do verão mas também prevenir doenças e fadiga. As pessoas preparavam refeições nutritivas e energéticas durante o Sambok pois se não recebessem a nutrição necessária não teriam energia, o que eventualmente poderia resultar numa colheita pobre. Além de samgyetang, também é costume comer-se jangeogui (enguia grelhada) e patjuk (papa de feijão vermelho) ou frutos de verão, como o melão.

Samgyetang – o prato mais popular do Sambok

Samgyetang

Samgyetang, o prato mais popular no Sambok, é constituído por galinha tenra pequena, ginseng, alho, tâmaras de jujuba e arroz glutinosos. Além de samgyetang também podem experimentar  chogyetang (massa fria com galinha) ou yukgaejang (sopa de carne de vaca picante). Diz-se que uma refeição quente que provoca transpiração traz mais benefícios do que uma refeição fria no verão.
Patjuk afasta os espíritos então porque não pode também afastar o calor?

Patjuk

Patjuk, papa de feijão vermelho, come-se não só no Sambok mas também no solstício de inverno, o Songji. Registos antigos mostram que por os espíritos terem medo do vermelho as pessoas atiravam feijão vermelho à porta de casa ou comiam papa de feijão vermelho para afastar os espíritos. Por isso é comum os coreanos fazerem patjuk na esperança de trazerem paz e saúde à sua família. Em algumas regiões acredita-se há muito tempo que comer patjuk nos dias de Sambok ajuda a afastas as doenças e o calor. O doce feijão vermelho é rico em proteínas, gordura, fibras e vitamina B e ajuda a aliviar inchaços.

Chueotang e Jangeogui rejuvenescem a pele

Jangeogui

Rica em vitamina A e E, jangeo ou enguia, estimula a circulação e ajuda a prevenir o envelhecimento e rugas. A enguia de água doce contém 200 vezes mais vitamina A do que a carne de vaca. A enguia pode ser benéfica para quem sobre de reumatismo, pneumonia ou osteoporose. Na Coreia, a enguia grelhada é especialmente popular entre os homens pois acredita-se ser um afrodisíaco por ser rica em zinco. Outros produtos ricos em zinco são as outras e o abalone e diz-se que o libertino Casanova nunca se esquecia de comer 50 ostras por dia. É também muito apreciada pelas mulheres pois o alto teor de retinol ajuda a prevenir rugas e o envelhecimento da pele.

Fontes:
Visit Korea;
Blog no Naver

3 thoughts on “Sambok (삼복)

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s