사회 - Sociedade

A Coreia vai retirar alguns exemplos da evolução das espécies dos livros escolares

As editoras da Coreia estão prontas para retirar as referências à evolução das espécies dos livros do ensino secundário, uma vitória do crescente Movimento da Criação. A mudança acontece depois do governo Sul Coreano ter enviado às editoras uma petição organizada por grupo pró-criação.

O grupo, Society for Textbook Revise, fez uma petição para remover os exemplares da evolução do cavalo e da ave ancestral Archaeopteryx, e também está a fazer campanha para retirar qualquer referência à evolução dos humanos ou a teoria de Charles Darwin da origem das espécies.

O ministério da Educação, ciência e tecnologia anunciou a notícia o mês passado.

“O ministério enviou uma petição às editoras e elas irão decidir” Dayk jang, cientista evolucionário na Universidade Nacional de Seul. South Korea’s Society for Textbook Revise faz parte da Korea Association for Creation Research, a maior força por trás do movimento pró-criacionista no país. Foi criado pelo Institute of Creation Research dos Estados Unidos no início dos anos 80, por volta da altura em que o número de cristãos começou a crescer na Coreia do Sul. Estatísticas dizem que o número de cristãos na Coreia é cerca de 20% da população, passando o budismo como a religião mais popular no país.

As crenças religiosas não são a única razão, cerca de um terço dos sul-coreanos questiona a teoria da evolução, noticia a revista Nature. Numa pesquiza feita em 2009 revelou que mais de 40% das pessoas acham que não há provas científicas suficientes para provar a teoria da evolução.

E onde estão os cientistas nisto tudo?

“Os biólogos não foram consultados na decisão da revisão dos livros escolares, há uma repúdio da comunidade científica contra o movimento anti-evolução” diz Jang à revista Nature.

“Quando algo como isto acontece, a comunidade científica pode ser tomada de surpresa.”Josh Rosenau, director de programa e política do National Center for Science Education, disse à Daily News. “Os cientistas não são políticos por natureza.

A Coreia do Sul está no caminho para se tornar uma potencia científica, disse Rosenau, acrescentando que é crucial continuar a ensinar a evolução das espécies nas escolas do país, se a Coreia quer continuar a competir a nível internacional.

artigo original: nydailynews.com

_____ ______

E vocês o que acham desta atitude do governo coreano?

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s