K-Boys

BIGBANG – Monster mv

Os BIGBANG lançaram hoje o mv da title track do mini-álbum Still Alive. Este album é uma edição especial do Alive, que segundo a YG é um presente de agradecimento para as fãs dos BIGBANG (e uma forma da YG encher mais os bolsos) por sempre os terem apoiado.

O mv começa com alguém a tentar fugir de um sítio (prisão ???), mas está a ser perseguido. Dá para ouvir a respiração pesada e um som estranho, que me lembrou da criatura estranha da série Perdidos. Depois essa pessoa/criatura entra num sítio muito estranho e aí é que temos a primeira imagem de cada um dos meninos.

De seguida aparece o TOP de chapéu e capa, lembra-me o Mascarado da Sailor Moon ♥, mas não é, parece mais o fantasma da ópera (a minha imaginação é que já estava a juntar a minha paixão do anime e o meu bias…). E quando ele começa a falar OMG, OMG, OMFG FANGAMS, FANGAMS FANGAMS! Lá se foram os meus ovários, outra vez! Ele se fala assim ao ouvido de alguém, engravida logo a pessoa seja mulher ou homem! The engravidator is back!

*Fangasm*

O GD aparece com o cabelo vermelho lindo e com um corno! Claro que o GD tinha de ser diferente, ter dois cornos é para os comuns mortais, um corno é só para quem pode não é para quem quer!

Quando acaba a intro da música começa a parte com mais batida e que consiste no TOP e no GD a racantar (rap+ cantar). Nesta parte da música vemos mais imagens dos membros a tentarem fugir de algo e vemos também que cada um deles tem uma marca brilhante, uma equação. Reparem num pormenor, quando eles são filmados pelas câmaras de vigilância no fundo da imagem aparecer: “Project: Monster”. Podemos então especular que eles são monstros criados num projecto e que estão a tentar fugir.

Quando o Taeyang começa a cantar… eu ri-me tanto, mas tanto mas tanto, mas tanto tanto por causa do cabelo dele, ai que lol. Que “minotauro” sexy ~~ RAWR! Penteado a que as fãs chamaram de Mickey Mouse hair e parece que ele gosta!

 O refrão é cantado pelo Daesung, fantástico como sempre. Mas como ele estava tão sexy e não havia nada de monstro nele puseram-lhe no nariz uma das cenas mais papadas que eu já vi na vida! Que raio é aquilo? Quem é que se lembra de criar uma coisa daquelas? Quem é que se lembra de comprar uma coisa daquelas?

Depois eles partem manequins…. Devia arranjar manequins daqueles para ter em casa para quando me enervar com alguém fazer o mesmo que eles… Depois vemos os rapazes na sua versão monstro, e estranhamente continuam HOT, muito HOT!

De seguida passamos para a parte exterior da “prisão” e WOW, WOW, explosões ao estilo blockbuster! Fantastic baby! O Top de repente vira gigante, o GD também…

E depois do segundo refrão chega a minha parte preferida, cantada pelo Seungri e pelo Daesung! Lindo, lindo, lindo!

Depois, volta o refrão e a música acaba com o GD a dizer: “I’m sick, i think i’m sick” e o vídeo com a fuga (?).

Este é a minha interpretação do vídeo, eles foram alvo de experiências e estão a fugir daquele lugar, mas são impedidos. Se repararem cada um dos membros tem 2 “personagens” distintas, todos eles aparecem pelo menos com dois looks, num deles todos eles têm códigos (o TOP com o fato cor creme, o Seungri com o casaco preto e branco, o GD com o cabelo cogumelo, o Taeyang com o fato preto (Eduardo mãos de tesoura), o Daesung com as fitas e a manga de pelos), é com estes looks também que eles partem os manequins que podem representar as figuras que os prendem. Quanto aos outros visuais, sinto-me na dúvida, porque quando estão com os outros looks eles não tentam fugir. Podem representar a sua parte malvada e representar o conflito interior com o antes e o depois de serem monstros, ou podem ser “as tais pessoas” que os aprisionam naquele lugar e que os transformaram em monstros… Gostava que a YG explicasse o mv! O significado do mv está a papar-me a cabeça de uma maneira… aish ca nervos! Essas pessoas que os prendem podem também representar as pessoas que os criticaram o ano passado e que deixaram de ser fãs deles por causa dos incidentes do ano passado.

Segundo o GD: “Esta canção é sobre alguém que não quer ser visto como um monstro, pelo menos por aquele mulher, apesar do resto do mundo o considerar como tal”

O vídeo tem uma cenografia fantástica, gosto muito dos efeitos usados e das cores usadas no mv. A história do mv faz algum sentido. Claro que eles estão exagerados, para captar a aura de monstros, mas o penteado do Taeyang tá um bocado monstro rídiculo, e o corno que o GD tem na cabeça e o chapéu do TOP. Tirando isso adoro! Eles estão todos fantásticos neste mv, principalmente o Daesung! Ele está bom demais neste mv, 5 estrelas… muito rawr! O Top parece o fantasma da ópera, o Taeyang um “minotauro”, o GD não sei, talvez a Lady Gaga! Ahahahaha. O Seungri e o Daesung, não consegui perceber.

Pontuação: 8/10

Monster traz de volta as sonoridades de músicas como Lies e Haru Haru. A música contém um ritmo alegra, mas a melodia é triste ao longo da música.  Podem ver a tradução da letra aqui

Ah~~~

Segunda as fãs, a equação que o Seungri tem na cabeça é:

N+3xRX … N é a 14ª letra do alfabeto; R é a 18ª; X é a 24ª

Portanto:

14+3×18×24 = 1310 = 1+3+1+0 = 5 = BIGBANG ♥

E vocês, qual acham que é a história e o significado do mv de Monster??

7 thoughts on “BIGBANG – Monster mv

  1. OMG OMG OMG OMG
    adorei este post !!
    a tradução está a melhor coisa de sempre !!!!!!!!!!! :3
    a tua ideia sobre o mv é bem semelhante à minha, e YG devia mesmo publicar a história do mv e o seu significado😀
    parabéns!!

  2. [Quem ler este comentário até ao fim tem direito a uma prenda]
    Acabo de ver o MV. Quero dizer que o meu cérebro explodiu de tanta coisa que estava a acontecer perante o meu olhar. Mais uma vez conseguiram conquistar-me! Filhos da mãe, conseguem-no sempre. Eu toda céptica lá fui ao Youtubas, quando os 4 minutos e 39 segundos terminaram respirei fundo e fiquei estranhamente feliz por não ser a única a sofrer deste síndrome de “monstruosidade”. Fiquei aparvalhada por me sentir cada vez mais atraída pelo Seungri. Algo de muito errado está a acontecer na minha cabeça. O meu anão favorito está um apolo como sempre, para sempre o homem mais lindo do mundo. O Daesung… ai ai um belo espécime, é o que posso dizer dele. Ai já me está a dar os calores… passando a coisas sérias…
    Antes de interpretar o MV quero dizer que abençoados são os que não entendem este MV, quer dizer que são felizes com os companheiros. Esta música é nada mais, nada menos do que sobre uma vítima de uma relação abusiva, sobre alguém cuja auto-estima e integridade psicológica foram destruídas.
    Análise da letra:
    A pessoa que partiu o “abusador” destruiu a imagem do “abusado” fez do companheiro um monstro. Na primeira fase da letra o “abusado” arde de raiva primeiro por ter sido mal tratado, depois por ter sido abandonado, mas pior que tudo, por ter sido mal interpretado por alguém que ele julgava conhecê-lo melhor que ninguém, alguém que o amava. A segunda fase descreve a fase da cura, em que o “abusado” reconhece que não é um monstro e pede para o “abusador” não o voltar a procurar. A última fase descreve a disfunção psicológica e a demência da pessoa que não tem determinação psicológica para se proteger escolhe assim continuar a sofrer às mãos da pessoa amada. Fod@-se analisar esta letra teria sido muito mais interessante do que analisar as cantigas de amor do tempo dos trovadores. Tempos de liceu!…
    Passando para o MV:
    A prisão representa uma relação abusiva, as chamas e os destroços representam as discussões violentas entre o casal e a raiva que permanece no coração destroçado do “monstro”.
    A parte inicial é a discussão representada pela visão turva e pelas explosões, o abusado atenta contra a torre o “abusador”, por outras palavras “diz-lhe das boas”. Atitude esta que acionou o “bitch mode” do “abusador” e elas começam a cair-lhe que nem pedraço. Este apercebe-se que chegou o fim por isso corre para a fuga. No final o “abusador” chama-lhe “monstro”, o “abusado” sexy como o catano, inicialmente morre com as palavras, mas depois ganha mais força para escapar da relação abusiva. No final da discussão este refugia-se nas memórias destruídas da relação e começa a repensar na discussão e a digerir o que o “abusador” lhe disse, por outra palavras começa a lamber as feridas e a preparar-se para se meter outra vez na gruta do urso. Temos assim o look nº1 o “abusado” na sua forma real que entra para um quarto escuro que representa o seu estado psicológico. Este apercebe-se que está encurralado em ruínas, mas ainda ama a pessoa em questão. A câmara representa a face controladora do “abusador”, o “abusado” sente-se observado e monitorizado mesmo no seu refúgio íntimo. Durante a revisão da discussão este revê-se sob a forma de um monstro, look nº 2, que grita a revolta de ser tão mal tratado pelo abusador e por ainda o amar. Ele diz vezes sem conta “não sou um monstro” mesmo as palavras de alguém atrofiado e com muita baixa auto-estima. Este passa para a auto flagelação psicológica e revolta, representada pela porrada nos manequins. Este está tão atrofiado e com a amor próprio tão destruído que afirma que não consegue viver sem o abusador, e que não é um monstro, indicador de que está disposto e reatar com a pessoa só para esta lhe pedir desculpa e dizer-lhe “não és um monstro”, só assim terá paz interior. Coitado este autor da letra mais suicida não podia ser. Enquanto que o monstro revive as memórias da discussão e continua a pedir para o “abusador” voltar, temos o look nº3 o amor próprio e a razão que começam a ganhar terreno fruto da dor da traição. Este estado começa a puxar o “monstro” em si para fora. Este estado ganha terreno e diz ao abusador para este não o procurar e que se vai arrepender de o ter deixado. Entramos na fase da vingança, por outras palavras “eu mereço bem melhor”, i.e., fase Mónica Sintra combinada com Ágata. Esta fase faz com que raiva acalme e este regresse lentamente ao estado real. Este estado, também chamado “modo sobrevivência” impele o “abusado” para fazem uma fuga rápida para não ficar presos nas memórias, nem na relação abusiva. A medida que a amor próprio cresce as memórias começam a ruir, a prisão começa a ruir. A cura aproxima-se. Mas enquanto fogem o lado demente surge, o monstro continua o seu cantarolar doentio a pedir para ficar. No final quando consegue escapar a pessoa reconhece que está disfuncional. No entanto quando olha para o que a espera fica aterrada com o vazio e a solidão. A “cidade”, i.e. à sociedade ficam demasiado longe. E o abusado já completamente morto por dentro entra num conflito doentio, que conduz muitas mulheres para a morte às mãos dos companheiros. Este conflito é representando no final pelo GD na sua forma real. Este olha para trás demonstrando a falta de coragem em seguir pelo duro caminho da cura, pondera em voltar para a relação abusiva. O MV termina com uma aceleração para a cidade, mas depois pára a meio caminho com as palavras “monstro” o que indica que o lado disfuncional e doentio venceu e o “abusado” voltou para a relação. Coitado deve ter pensado já estou morto e já por isso… que se lixe! Como podem ver este conteúdo é muito pesado, o que prova o que digo há já muito tempo que Big Bang é para mulheres maduras, não para pitas de 14 anos. Enfim…
    Uma pergunta quem é o autor dá letra? Bem vou investigar…
    [Para quem leu isto até ao fim tenho uma prenda http://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/2/21/Batata_257.jpg%5D

    1. WOW~ FANTASTIC INTERPRETATION ! A sério, de todos os M/V’s dos BB este foi para mim o mais difícil de interpretar, e ainda assim o que mexeu mais comigo recentemente (a seguir à Blue… maybe? Maybe :3) Com este M/V poderíamos dar asas à imaginação e tirar várias interpretações, que foi o meu caso, estava mesmo confusa, ainda para mais porque achei difícil fazer a relação da letra com a história do M/V… e de facto, esta tua interpretação está fantástica, muito realista e, sinceramente, acho que é MESMO a mais correcta :3 Obrigada por publicares a tua opinião/visão, esclareceu-me muita coisa !😀 FIGHTING !❤

  3. aha ~ os piercings do nariz do Daesung sao da Givenchy, e andam muito na moda (nao percebo muito porque) mas nao lhe ficam nada bem *__* ~ mas pronto! e pa dar glamour! ADOREI O POST! Continuem! FIGHTING!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s